Estética: como a alimentação pode ajudar?

 

Um corpo saudável e visualmente harmônico é objeto de desejo dos diferentes gêneros, faixas etárias e classes sociais. A preocupação com a imagem corporal, saúde e beleza da pele, cabelos e unhas é, sobretudo, um marca feminina sendo praticamente impossível separar o universo da moda e os padrões de beleza das mulheres.

Pesquisa mundial realizada em 2014 pela marca Dove e entitulada de “A verdade sobre a beleza – um relatório global” mostrou que apenas 4% das 6.400 mulheres que participaram do estudo se consideram belas. A porcentagem entre as brasileiras foi de 14%. O relatório mostrou também que 59% destas mulheres afirmam sentir pressão social para ser bonita.


Na busca por beleza e um corpo ideal o tratamento nutricional é uma das ferramentas no arsenal de recursos utilizados. A nutrição em estética visa à melhora da saúde como um todo, mas foca na melhora de distúrbios estéticos como a acne, envelhecimento da pele, problemas com cabelos e unhas, desarmonia corporal, entre outros. A nutricionista estética atua na prevenção, tratamento e redução dos aspectos clínicos decorrentes destes problemas desenvolvendo condutas nutricionais, que se baseiam na aplicabilidade clínica dos macro e micronutrientes, compostos bioativos e plantas medicinais, amparadas em evidências científicas.
Veja abaixo como a alimentação pode ajudar no combate a algumas destas desordens estéticas.

ACNE

A acne é uma inflamação na pele que pode ser ocasionada por fatores hereditários, desequilíbrio hormonal, doença dos ovários, reação a uso de cosméticos e medicamentos, entre outros.
O chocolate é um dos primeiros alimentos que costumamos culpar pelo aparecimento das espinhas, porém vale ressaltar que o cacau não é um vilão para pele e o que pode trazer prejuízo são os outros componentes presentes no chocolate, como o açúcar, leite e gorduras que podem estar presentes em maiores ou menores quantidades dependendo do seu % de cacau.


O plano alimentar para o controle da acne é incluir nutrientes que irão ajudar o processo de cicatrização das lesões e controle da inflamação. O ômega-3 é essencial neste tratamento. Estudos comprovam sua eficácia na diminuição da inflamação e consequentemente redução da acne. O zinco é outro nutriente de grande importância. Ele diminui a produção de gordura (sebo) pelas glândulas presentes na pele e assim evita a atividade microbiana na região. A falta da vitamina B5 também é um dos fatores responsáveis pelo surgimento da inflamação e surgimento da acne, assim como o excesso de ingestão de leite e seus derivados, gordura saturada, ômega-6, carboidratos refinados e alimentos com alto índice glicêmico (que liberam açúcar rapidamente no sangue). A vitamina A, vitamina B6, selênio, consumo de fibras, são alguns outros nutrientes essenciais para controle da doença.

CABELOS E UNHAS
A saúde e aparência dos cabelos estão diretamente relacionadas a uma alimentação balanceada. Por outro lado, dietas restritivas e transtornos alimentares são associados à piora na qualidade dos fios.  Os cabelos são essencialmente formados por proteínas de alto valor biológico presentes nas carnes de um modo em geral. A queda capilar (de causa não genética); cabelos ressecados ou muito oleosos; restrição de crescimentos dos fios; entre outros problemas podem ser solucionados com a ajuda da alimentação.
Unhas secas; fracas e quebradiças, com coloração acinzentada, com listras, manchas ou amareladas e descamação intensa ao redor das unhas são algumas das queixas frequentemente referidas por pacientes que estão com a saúde das unhas prejudicadas.


As manifestações clínicas dos distúrbios com cabelos e unhas podem ser decorrentes da falta de vitaminas do complexo B, cálcio, vitamina A, zinco, vitamina C, biotina e ferro na alimentação. Estes nutrientes são essências para cabelos e unhas sadios e devem estar presentes no contexto de uma alimentação balanceada.

CELULITE
O aumento do tecido adiposo característico da obesidade e/ou reflexo da desarmonia corporal (grande percentual de gordura na composição corporal) pode levar ao aumento da celulite. Uma alimentação equilibrada e exercícios físicos direcionados são aliados fundamentais para a garantia de sucesso no tratamento desta alteração subcutânea. O consumo de fibras
diminui a absorção de gordura e glicose pelo organismo diminuindo a camada de tecido adiposo e consequentemente a celulite. As oleaginosas (castanhas, nozes e sementes) possuem alto pode anti-inflamatório e agem diretamente na inflamação da celulite amenizando-a. A vitamina E, vitamina C e o selênio são outros nutrientes importantes no combate a estes buraquinhos indesejáveis na pele.
Confira no quadro a seguir os principais nutrientes citados nesta matéria e em quais alimentos você pode encontra-los.


Nutrientes

Fontes

Vitamina A

Frutas, verduras, legumes e cereais integrais

Vitamina C

Frutas cítricas (acerola, laranja, limão, kiwi, abacaxi, etc.) e vegetais (acelga, brócolis, couve, pimentão, etc.)

Vitamina E

Vegetais, castanhas, nozes e sementes

Vitamina B5
Ácido Pantotênico

Abacate, iogurte, ovos, carne e legumes.

Vitamina B6
Piroxidina

Frango, peru, salmão, lentilhas, sementes de girassol, queijo, arroz e cenouras

Vitamina B7
Biotina

Cevada, fígado, levedura, carne de porco, frango, peixe, batatas, couve-flor, gema de ovo e nozes

Zinco

Ostras, camarão, castanhas, cereais, germem de trigo, etc

Selênio

Carnes, ovos, castanha-do-pará e grãos integrais

Ferro

Carne vermelha, leguminosas, vegetais verdes escuros e cereais integrais.

Cálcio

Leite e seus derivados, espinafre, feijão, entre outros

Ômega-3

Peixes (Salmão, sardinha, truta, etc.) Vegetais (brócolis, alface, agrião, espinafre, etc.) e óleos (linhaça)

Fibras

Frutas, verduras, legumes e cereais integrais

Referências:
PUJOL, Ana Paula (Org.). Nutrição Aplica à Estética. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.
SANT’ANA, E. M. C. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA PARA TERAPIA COMBINADA HECCUS®-Ultrassom e Corrente Aussie no tratamento da lipodistrofiaginóide e da gordura localizada. Revista Brasileira de Ciência & Estética, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2010.
WITT, Juliana da Silveira Gonçalves Zanini, and Aline Petter Schneider. "Nutrição Estética: valorização do corpo e da beleza através do cuidado nutricional." Ciência & saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 16, n. 9 (set. 2011), p. 3909-3916 (2011).
http://www.alessandracoelho.com.br/nutri%C3%A7%C3%A3o%20e%20est%C3%A9tica.html
http://www.sbne.org.br/index.php
http://www.aonutricionista.com.br/single-post/2016/02/17/Acne-e-suas-particularidades-na-nutri%C3%A7%C3%A3o-funcional
http://www.maisequilibrio.com.br/nutricao/unhas-mais-fortes-com-a-ajuda-da-alimentacao-1957.html

http://www2.fiap.com.br/updown/upload_fiap/alunos/entregaTrabalho

 

Equipe de Nutrição
Alessandra Coelho
Natália Bisconti
Dyandra Loureiro
Marcella Rezende


         

   
   
   

 

Nutrição e Care
Nutrição Esportiva
Nutrição e Estética
Nutrição e Fases da Vida
Home Care
Nutritional Coaching
Personal Diet

Alimentação

Alimentação na Infância

Alimentação na Gestação
Alimentação do Idoso Alimentos Funcionais
Alimentação na Escola

Doenças

Alergia e Intolerância
Desnutrição
Diabetes
Dislipidemias

Gastrite
Úlcera
Doença do Refluxo
Obstipação Intestinal
Distenção Abdominal

Diverticulose
Hipertensão Arterial
Obesidade
Oncologia
Transtornos Alimentares

Menu principal
Equipe
Exames
Consultoria
Cursos
Mídia
Contato

Livros
Receitas